sábado, 20 de agosto de 2011

Cores e seus significados

Significado das Cores

O VERDE é a cor mais harmoniosa e calmante de todas. Representa as energias da natureza, esperança, perseverança, segurança e satisfação; fertilidade. Facilita a comunicação com as plantas e os devas da natureza. Simboliza: vida nova, energia, fertilidade, crescimento e saúde. Usada em excesso, determina orgulho, superioridade e arrogância.

O VERMELHO é a cor mais quente, ativa e estimulante. Fortalece o corpo e dá mais energia física, impulso sexual (vermelho cereja), força de vontade, conquista, liderança e senso de auto-estima. Deve ser usado, antes das refeições, por quem tem problemas digestivos e circulatórios. Se usado em excesso, o vermelho torna a pessoa agressiva e briguenta; Simboliza: perigo, fogo, sangue, paixão, destruição, raiva, guerra, combate e conquista; cor de aproximação e encontro. Melhor usado às terças-feiras (dia de Marte).

A cor AMARELA ou DOURADA, desperta novas esperanças no caso de resignação de doentes que desistiram da cura. Dá vivacidade, alegria, desprendimento, leveza. Produz desinibição, brilho, espirituosidade e espiritualidade. Diminui a ansiedade e as preocupações; fortalece os olhos e os ouvidos além de ajudar na cura da artrite. Atrai dinheiro e poder. Atrai pessoas alegres para a sua vida, rejuvenesce e traz charme; constrói confiança, dá poder de persuasão, energia e inteligência. Traz luz para a solução de problemas, ajuda a reter conhecimentos e desenvolver a sabedoria. Usada em excesso, torna a pessoa irresponsável e volúvel. O Amarelo simboliza: criatividade, as idéias, o conhecimento, alegria, juventude e nobreza. .O Dourado simboliza: vibração elevada, vigor , inteligência superior e nobreza. Melhor usado aos Domingos.

A cor AZUL ajuda a baixar a pressão arterial, acalma e traz clareza mental. Produz tranqüilidade, ternura, afetuosidade, paz de espírito e segurança. Reduz o stress e a ansiedade, traz saúde emocional, paz e calma. Promove o entendimento entre as pessoas. Favorece as atividades intelectuais e a meditação. Deve ser usada, ao acordar, por quem tem problemas respiratórios. Simboliza: devoção, fé, aspiração, sinceridade, lealdade, confiança e tranqüilidade. Não possui contra-indicações.

O VIOLETA é uma cor metafísica. É também a cor da alquimia e da magia. Ela é vista como a cor da energia cósmica e da inspiração espiritual. A cor violeta e excelente para purificação e cura dos níveis físico, emocional e mental. Ajuda a encontrar novos caminhos para a espiritualidade e a elevar nossa intuição espiritual. Traz poderes mentais. Deve ser usada para combater a insônia. Simboliza: dignidade, devoção, piedade, sinceridade, espiritualidade, purificação e transformação. Quando usada em excesso acaba provocando manias e fanatismo. Melhor usar à quintas-feiras (dia de Júpiter).

O MARROM representa a constância, a disciplina, a uniformidade e a observação das regras. Atrai dinheiro ganho através do trabalho e conecta a pessoa à Mãe Terra. Usado em excesso traz autocrítica exagerada, dependência afetiva e isolamento. Absorve a negatividade, mas a retém, devendo ser sempre limpo, de alguma forma.

O CINZA ou o PRATEADO, dá equilíbrio e estabilidade, por ser o equilíbrio do preto e do branco. Não deve ser usado por quem sofre de memória fraca. É usado para cancelar ou neutralizar encantamentos que não servem mais aos nossos propósitos. Melhor dia para usar - na segunda-feira.

O PRETO transmite introspecção, favorece a auto-análise e permite um aprofundamento do indivíduo no seu processo existencial. Absorve, transmuta e devolve as energias negativas, transformadas em positivas. Remove obstáculos, vícios e emoções não desejadas.O uso em excesso traz melancolia, depressão, tristeza, confusão, perdas e medo. Por isso, jamais deveria ser usado por pessoas que acabaram de perder um ente querido. O amarelo seria o mais indicado. Melhor usado aos sábados (dia de Saturno).

O BRANCO traz pureza, sinceridade e verdade; repele energias negativas e eleva as vibrações; equilibra a aura; facilita o contato com os guias espirituais e com os ancestrais; gerencia o equilíbrio interior, proteção, instinto, memória, partos, cuidado de animais domésticos e de crianças, sonhos. Também pode ser usado como coringa, para todos os propósitos, substituto para qualquer cor. Melhor dia para usar, segunda-feira.

O LARANJA é a mistura do vermelho com o amarelo, portanto traz as qualidades dessas duas cores e deve ser usado, ao deitar, nas articulações, juntas doloridas, dores de coluna, ciática, hérnia de disco, etc. Traz sucesso, agilidade mental, atrai boa sorte e prosperidade; desencoraja a preguiça. Melhor dia para usar, quarta-feira. Simboliza: encorajamento, estimulação, robustez, atração, gentileza, cordialidade, tolerância e prosperidade.

O ROSA é o vermelho, temperado com as qualidades do branco. É romance, amor espiritual (sem conotação sexual). Eleva as vibrações e o contato espiritual, afasta energias negativas e promove fraternidade. Melhor usado às sextas-feiras (dia de Vênus)

segunda-feira, 28 de março de 2011

FEITIÇO PARA CHAMAR ALGUÉM!!!




Este feitiço vai te ajudar a lembrar alguém que você ainda existe, e dar um certo incomodo enquanto esta pessoa não te ligar!

Faça-o te chamar pelo telefone!

* Pano branco

* Vela rosa

* Papel e lápis

Limpe o seu telefone com o pano branco.

Acenda a vela e pense na pessoa que você queira chamar.

Escreva o nome dele 8 vezes sobre o papel e repita:

“‘Deusa Salina , Ouvi meu apelo e traga com doces palavras ele(a) para mim.”

Com Amor - Nossa Senhora do Desterro

Festa: 2 de abril. Comemora-se todo dia 2.




Nossa Senhora do Desterro é muito venerada na Itália como a "Madonna degli Emigrati", sendo padroeira daqueles que foram obrigados a deixar sua pátria para se refugiarem ou a fim de procurar trabalho no estrangeiro. Ela tem sido a Mãe Amorosa para todos os que, saudosos de sua terra natal, imploram cheios de fé e de amor o auxílio da Virgem do Desterro a fim de encontrarem compreensão e simpatia na terra adotiva.
Todos os fiéis cristãos que rezarem diariamente e divulgarem esta oração à Nossa Senhora do Desterro, verão a extinção de todos os castigos que houverem contra eles; nem fome, nem peste, nem guerra, nem doenças contagiosas lhes afligirão. Os seus inimigos não terão mãos nem poder de ofendê-los, nem roubá-los. Resistirão às tentações de satanás e dos demônios. Pragas, ratos e formigas lhes serão desterrados das lavouras. Todos os que tiverem confiança nas misericórdias da grande Mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo, serão felizes nos seus negócios e nas viagens. Não morrerão sem confissão e estarão livres da morte repentina. Aprovada pelo Arcebispo de Braga, Dom José e pelo Arcebispo do Porto ( MG ), Dom Américo, em 08-05-1972.

ste título de Nossa Senhora tem fundamento bíblico. Afirma o evangelista Mateus que, após a partida dos Reis Magos, um anjo do Senhor apareceu em sonhos a São José e disse: "Levanta, toma o menino, a sua Mãe e foge para o Egito; permanece lá até que eu te avise, porque Herodes procura o menino para o matar. Levantando-se de noite, ele tomou o menino e a mãe, e partiu para o Egito". (Mt 2,13-14).





ORAÇÃO - Ó Bem-aventurada Virgem Maria, mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo Salvador do Mundo, Rainha do Céu e da Terra, advogada dos pecadores, auxiliadora dos cristãos, protetora dos pobres, consoladora dos tristes, amparo dos órfãos e viúvas, alívio das almas penantes, socorro dos aflitos, desterradora das indigências, das calamidades, dos inimigos corporais e espirituais, da morte cruel dos tormentos eternos, de todo bicho e animal peçonhentos, dos maus pensamentos, dos sonhos pavorosos, das cenas terríveis e visões espantosas, do rigor do dia do juízo, das pragas, dos incêndios, desastres, bruxarias e maldições, dos malfeitores, ladrões, assaltantes e assassinos.
Minha amada mãe, eu prostrado agora aos vossos pés, com piedosíssimas lágrimas, cheio de arrependimento das minhas pesadas culpas, por vosso intermédio imploro perdão a Deus infinitamente bom. Rogai ao vosso Divino Filho Jesus, por nossas famílias, para que ele desterre de nossas vidas todos estes males, nos dê perdão de nossos pecados e nos enriqueça com sua divina graça e misericórdia.
Cobri-nos com o vosso manto maternal, ó divina estrela dos montes. Desterrai de nós todos os males e maldições. Afugentai de nós a peste e os desassossegos.
Possamos, por vosso intermédio, obter de Deus a cura de todas as doenças, encontrar as portas do Céu abertas e convosco ser felizes por toda a eternidade. Amém.


(Rezar 7 Pai-nossos, 7 ave-marias e 1 Credo ao Sagrado Coração de Jesus, pelas sete dores de Maria Santíssima).

G.S.C

segunda-feira, 7 de março de 2011

Magia da Velas





A magia das Velas

O ritual da vela mágica é uma maneira fácil de começar a aprender a fazer magia. É também uma ótima maneira de aumentar suas habilidades na meditação.

Existem cores que correspondem com intenções específicas que podem ajudar você a concentrar sua energia:

Vermelho para a saúde, força e energia.

Laranja é para incentivar e trazer boa sorte.

Amarelo é a criatividade, imaginação e memória.

Verde é a fertilidade e abundância, boa sorte e harmonia.

Azul é a inspiração e sabedoria, devoção e proteção.

Roxo de riqueza e capacidade psíquica.

Branco para a espiritualidade e para trazer a paz. Para acalmar e concentrar.

Prata para a intuição e inspiração.

Rosa para o amor e romance.

Não existe um caminho certo para realizar ou regras estabelecidas para fazer a magia com vela.

Encontre uma vela que tem a cor de sua intenção. Utilize uma vela que nunca foi queimada antes. E depois de acender, deixe queimar até acabar. E sempre em local seguro.

A cor, o formato, o tamanho e as vezes até mesmo perfumada, podem ajudar na intenção. Isso pode ajudá-lo a concentrar e aumentar a força da sua magia.

Meditação é necessária para quem está a tentar encontrar o seu caminho espiritual. Usando velas para ajudar a focalizar a nossa meditação é uma maneira simples e eficaz para a prática.

Acenda a vela de sua escolha e sente em uma posição confortável, num local sossegado, onde pode permanecer por pelo menos 10 minutos ininterruptos. Manter foco sobre a chama da vela, enquanto limpa sua mente de quaisquer influências externas. Isto não é tão fácil como parece, mas tente quantas vezes for necessário.

Quando a chama acalmar a sua mente, você pode ficar relaxado e meditar até limpar seus pensamentos. Se você achar que se adaptou a este tipo de técnica, a magia com vela pode ser o ajuste perfeito para você. E o próximo passo, é utilizar desta técnica para atrair sonhos e desejos.


É muito simples. Para que eu possa fazer é necessário que você me escreva contando o que mais lhe aflige no momento, seja saúde, depressão, amor, dinheiro, negócios junto com seu nome (mulheres casadas devem enviar o nome de solteira), data e hora do seu nascimento, Cidade e Estado onde reside.

Porque preciso destes dados? Estes dados serão repassados para um papel branco e colocado dentro da Mandala para que a força dos Tronos de Deus possa chegar até você onde você estiver.


Tratamentos personalizados

raniaase@gmail.com

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Imagens no fundo da xicara

Nos ultimos meses tento entender o pq de tantas imagens no fundo da xicaras de café.

Alguem teria informações para ajudar a tirar essa dúvida.




Eu vejo um menino





Uma criança pensativa, acredito que tristonho

domingo, 27 de junho de 2010

Significado Místico de alguns Elementos Mágicos



O Halloween (Dia das Bruxas) é um evento bastante tradicional principalmente nos Estados Unidos, Canadá, Irlanda e Reino Unido, onde no dia 31 de outubro, as crianças se fantasiam e correm de porta em porta em busca de doces. As casas também se enfeitam para o Halloween com temática de bruxas e fantasmas. A frase que as crianças repetem ao serem atendidas é: “Trick ou Treat” – “Doce ou travessura”. No Brasil, o Halloween não passa batido, apesar de não ser muito tradicional por aqui. As pessoas se fantasiam de bruxas ou fantasmas e comemoram a data com uma festa. O escritor e espiritualista André Mantovanni explica qual o origem desses festejos no “Dia das Bruxas”.



O Halloween era um festival do calendário celta, conhecido como festival de Samhain, era celebrado entre os dias 30 de outubro e 2 de novembro e tinha como objetivo marcar o final do verão (Samhain na linguagem celta significa fim do verão). Esta data era considerada a chegada do Ano Novo para eles. Segundo Mantovanni, esta era considerada uma data sagrada já que os celtas acreditavam que era o período chamado de “véu entre os mundos material e dos deuses”. “Eles acreditavam que nesta data um portal se abriria e seria possível a comunicação entre ‘mundos’”, explica Mantovanni.

A palavra Halloween tem origem na língua inglesa e no início nada tinha a ver com as bruxas. O significado é de sintonização com os que já partiram para lhes enviar mensagens de amor e harmonia, através da reunião de pessoas e orações. “Uma das tradições mais comuns praticadas por povos antigos era de colocar várias maçãs em um barril com água, as mulheres se reuniam em volta dele e a primeira que conseguisse pegar uma maçã seria a primeira a se casar no próximo ano”, conta André.

Histórias de bruxas sempre assustaram as pessoas, não é a toa que a maioria das estórias infantis tem essas feiticeiras como vilãs. Elas sempre usam seus caldeirões para fazer feitiços, poções para conquistar o que almejam e uma vassoura para se locomover. Mas na vida real nada disso é verdadeiro. “Os elementos que hoje são evidenciados no Dia das Bruxas na verdade, para os iniciados, possuem significados mágicos de extrema importância em seus rituais sagrados”, explica o escritor. André explica alguns desses significados:

Significado Místico de alguns Elementos Mágicos

Caldeirão: representa o ventre que gera e nutre os pedidos e invocações dos rituais. Transformação e renovação.
Colher de pau: usada para rituais que envolvam o caldeirão, representa a junção do masculino e do feminino.
Varinha mágica: representa o poder espiritual manifestado para encantar os rituais.
Taça ou cálice prateado - (pode também ser de cristal): que simboliza a deusa Lua, usada para beber os encantamentos.
Pedras e cristais: protegem os rituais, geram energias positivas, e asseguram o poder pessoal das bruxas. São considerados como parte da luz astral que se materializa na Terra.
Oráculo - (tarô, runas, bola de cristal etc): serve como um elo de comunicação entre as bruxas e o plano astral.
Incensos: representa a força da mente e eleva os pedidos.
Plantas, flores e frutas: para fortalecer e facilitar a energia da terra (concretização), além de representar a fertilidade da Mãe natureza que tudo pode prover.
Pentáculo - (estrela de cinco pontas): objeto de proteção.Signo que indica iniciação nos conhecimentos da Tradição.
Vassoura: varre a energia maléfica. O costume de deixá-la atrás da porta é para afastar os maus espíritos que queiram visitar a casa.
Quando esta vassoura cai indica necessidade de se proteger contra uma visita indesejada.
Velas: simbolizam o elemento fogo – a espiritualidade e a ação dos desejos.
Poção da sorte: serve para purificar um ambiente e proteger contra qualquer negatividade. Esta poção deve ficar em cima de um altar e será usada sempre que necessário.
Usa-se nela: 03 punhados de sal grosso, um ramo de alecrim, manjericão e hortelã. Gotas de essência de mirra ou benjoim, 01 turmalina negra e água num recipiente de cristal.
Um diário (Livro das Sombras): usa-se esse diário para registrar os conhecimentos obtidos, receitas, encantamentos, invocações e experiências da bruxa em seu dia-a-dia.

Chapéu da bruxa em forma de um cone: é muito utilizado na magia branca e na meditação. A forma do cone é considerada como a pirâmide perfeita, de base circular ou elíptica que diminui uniformemente seu diâmetro, terminando em ponta. As energias que se colocarem dentro desta forma geométrica serão elevadas a um só ponto, o que faz com que se elevem às vibrações e com isto a capacidade de comunicação com os seres etéreos.

Já os chapéus que possuem a forma de um cone amassado são muito utilizados por magos e bruxos negros. O Cone amassado abaixa a vibração de quem o utiliza, deixando-o em contato mental com seres de baixa vibração.

Abóboras com velas acesas em seu interior: a prática mais famosa do Samhain é o Jack O'Lantern (máscaras de abóboras), que sobrevive até hoje nas modernas celebrações do Halloween. Vários historiadores atribuem suas origens aos escoceses, enquanto outros lhe conferem origem irlandesa. As máscaras eram utilizadas por pessoas que precisavam sair durante a noite de Samhain. As sombras provocadas pela face esculpida na abóbora tinham a virtude de afastar os maus espíritos e todos os seres do outro mundo que vinham para perturbar. Máscaras de abóboras também eram colocadas nos batentes das janelas e em frente à porta de entrada para proteger toda a casa.

A Queima dos Pedidos no Dia das Bruxas
A Queima de pedidos é um dos rituais tradicionais de Samhain.
Neste ritual conseguimos eliminar toda negatividade de nossas vidas e ao mesmo tempo pedir por tudo que necessitamos atrair de positivo.
Num pedaço de papel branco escreva a lápis tudo aquilo que você deseja eliminar em sua vida.
Num outro pedaço de papel branco, escreva também a lápis tudo aquilo que você quer atrair para a sua vida em todos os aspectos.
Procure ser bem específico em seus pedidos, colocando o maior número de detalhes das situações descritas, evite escrever as palavras não, nunca, jamais, sonho, dívida e ao final, não esqueça de assinar seu nome de batismo e colocar sua data de nascimento.
Num caldeirão de ferro (usado somente para seus rituais) coloque um pouco de álcool de cereais.
Acenda com cuidado este álcool e jogue o papel com que você escreveu as coisas que deseja eliminar.
Enquanto o papel queimar, mentalize que todo e qualquer mal sejam afastados de sua vida.
Espere o fogo acabar.
Limpe o caldeirão e jogue as cinzas num local onde haja natureza.
Em seguida coloque um pouco mais de álcool de cereais no Caldeirão.
Acenda com cuidado este álcool e jogue o papel que você escreveu as coisas que deseja atrair para sua vida dentro do caldeirão.
Coloque três folhas de louro dentro deste caldeirão, sempre mentalizando os desejos de coisas boas e de sorte em seu destino.
Deixe tudo queimar até o final. As sobras devem ser entregues num local onde haja natureza.

Por André Mantovanni

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Oráculos




Oráculos são mecanismos mágickos para desenvolver uma probabilidade de acontecimentos futuros. Dentro da Wicca utilizamos oráculos para verificar quais serão as prováveis reações aos nossos atos mágickos. Assim como também os utilizamos para analisar como devemos agir em situações muito diferentes das normais, como uma mudança de lar, compra de um imóvel, início de uma sociedade empresarial, mudança de emprego e vários outros acontecimentos.
É muito importante compreender que os oráculos são apenas mecanismos que analisam suas ações atuais e geram probabilidades dos acontecimentos futuros, essa analise é feita através de símbolos, cores e movimentos que magicamente ligados ao plano etéreo desenvolvem respostas que são compreendidas por nós.
A utilização e compreensão dos oráculos são bastante complexas e requerem muito estudo, controle e prática, pois são necessários tempo e amadurecimento para entender as respostas etéreas e para desenvolver suas próprias formas de interpretação.
Apesar de todos os Wiccanianos estudarem os diferentes tipos de oráculos, normalmente, em um Coven, apenas um ou dois membros os utilizam, pois como já disse é necessário muito tempo e dedicação à prática oracular para alcançar um nível realmente satisfatório.
"Felipe Naujalis,Consultor e Representante do Wicca Naujalis ."
Abaixo disponibilizamos uma lista com diferentes tipos de Oráculos e suas respectivas informações e modelos para utilização:
Bola de Cristal


A bola de cristal é um instrumento das artes adivinhatórias, muito popular entre os videntes.
A Cristalomancia é também muito praticada pelas bruxas, mas com um propósito maior:
Mergulhar no cosmo profundo e infinito da Grande Mãe, recebendo mensagens e descobrindo mais sobre o nosso mundo interior, que é o mundo da Deusa refletida na bola de cristal.

Veja a seguir, alguns exemplos básicos da interpretação de figuras da cristalomancia:Nuvens Violetas: Harmonia e Tranqüilidade;Nuvens Azuis: Conquista e Felicidade;Nuvens Verdes: Lucro e Prosperidade;Nuvens Amarelas: Dúvidas esclarecidas em breve;Nuvens Laranjas: Decisões difíceis e definitivas;Nuvens Vermelhas: Obstáculos e Agitação;Manchas Claras: Pequenos problemas;Manchas Escuras: Grandes problemas;Estrelas: Sonhos impossíveis;Coração: Vivencia de um grande amor;Serpente: Cuidado com a saúde;Pássaros: Surpresas;Olho: Siga mais a tua intuição;Espada: Desarmonia;Balança: Recompensa justa;Imagem Interior à Bola de Cristal: Presença ou Futuro imediato;Imagem Posterior à Bola de Cristal: Passado que exercerá influencia sobre o presente;Imagem à Direita da Bola de Cristal: Boas influencias;Imagem à Esquerda da Bola de Cristal: Más influencias.
Tarô - O Significado dos Arcanos


O tarô é um jogo de 78 cartas. Mais que um jogo é uma inesgotável fonte de conhecimento. Dividido em 22 Arcanos Maiores e 56 Arcanos menores. Sua origem ainda é motivo de muitos estudos. Acredita-se que a palavra tarot, significa "ROTA". O mais conhecido no mundo Ocidental é o de Marselha, mas além dele há muitos outros, como o cigano, o mitológico, o esotérico e etc. Eu adoro o tarô das Bruxas, que além de ser muito bonito, traz os elementos da Arte. Muitos bruxos conseguem através do tarô, passar através da ponte mágica, que nos leva ao mundo da intuição e magia. O tarô também está tendo uma importância muito grande na meditação e na Terapia de Vidas Passadas.

O Significado dos Arcanos
I - O Mago - Criatividade, início, esforço incansável, dedicação aos ideais e busca do conhecimento. Representa a habilidade. Ele tem várias coisas sobre a mesa e parece saber manuseá-las muito bem. O Mago sabe aproveitar as oportunidades da vida. Tem os pés no chão mas o seu chapéu lembra o símbolo do infinito (um oito ao contrario). Isso quer dizer que ele não perde a noção da realidade, ao mesmo tempo em que sabe ter como meta o infinito. Recomenda que usemos as armas que estão ao nosso alcance.
II - A Papisa - Poder, sabedoria, bom senso, discernimento, moralismo e segurança. É a grande mãe, dona do conhecimento. Repare que seu chapéu ultrapassa os limites da carta, o que significa mente poderosa. A sua figura serena recomenda calma e o melhor aproveitamento possível das nossas experiências. Tem a seriedade de quem trata de assuntos importantes com harmonia, sabendo conciliar os opostos.
III - A Imperatriz - Progresso feminino, talento natural, fertilidade, intuição, poder de decisão e ação. Representa os valores materiais da mulher, sua fecundidade e beleza. Dona de muito poder, ela tem o cetro na mão esquerda, que por sinal está aberta. Isso significa um poder receptivo e não autoritário.
IV - O Imperador - Poder, honestidade, organização, segurança, realização e apoio. É o grande homem. Tem força e poder. Com o cetro na mão direita fechada, ele olha com firmeza, representando a força por meio do sucesso material. Sua coroa é vermelha e amarela, mostrando força e inteligência.
V - O Sumo Sacerdote - Autoridade, equilíbrio, inteligência, justiça, poder espiritual e dever moral. É o grande pai da espiritualidade. Repare que ele parece estar orientando as duas figuras que estão na parte inferior da carta.
VI - O Namorado - Momento de escolha, liberdade, amor, união, beleza e perfeição, confiança, cautela e otimismo. Aparece dividido entre duas mulheres. Não se sabe se elas são sua mãe e namorada ou uma mulher mais jovem e outra mais velha. O seu corpo está voltado para a direita, mas sua cabeça para a esquerda. Ele representa um momento de indecisão entre o novo e o velho ou entre o arriscado e o seguro. Recomenda reflexão.
VII - O Carro - Equilíbrio, segurança, domínio, sucesso, triunfo, aproximação amorosa e realização. É o símbolo do sucesso. Aparece como o senhor que controla os cavalos e sabe dar a direção que quiser à sua vida. O Carro mostra que é necessário tomar as rédeas e controlar as forças psíquicas para conduzir a vida ao caminho que nós escolhemos.
VIII - A Justiça - Austeridade, imparcialidade, integridade, disciplina, decisão e prontidão. Significa o equilíbrio tanto na vida prática quanto na espiritual. Ela alerta para o senso de justiça que todos devemos ter. O broto verde que aparece no canto esquerdo simboliza a esperança de que a justiça seja feita.
IX - O Eremita - Informação, sabedoria, paciência, discrição, conhecimento, estudo e prudência. É a essência da sabedoria. Aquela que só se alcança com a experiência de vida. Seu manto azul mostra que ele está recoberto de fé no seu conhecimento. A lamparina que traz na mão significa a luz da verdade. O eremita é bom e nos remete a busca do que há de mais sincero dentro de nós.
X - A Roda da Fortuna - Destino, mudança, ascensão, iniciativa e êxito. Quer dizer que o mundo gira e as coisas mudam. O que hoje parece ser uma coisa, amanhã pode ser outra. Representa mudanças ou, muitas vezes, aponta para o sucesso inesperado.
XI - A Força - Inteligência, sucesso, magnetismo sexual, poder invencível, maturidade, domínio do "eu" e harmonia. A mulher com expressão tranqüila consegue controlar o animal. Ela mostra que precisamos dominar o lado instintivo, os impulsos, para que atuemos com mais suavidade e beleza interior diante dos problemas.
XII - O Enforcado - Idealismo exagerado, abnegação, perfeição moral, excitação, falta de vontade, traição e abandono. Repare que ele não está pendurado pela mão e sim pelo pé, e não parece estar sufocado. Pelo contrário, tem uma expressão serena com as mãos nos bolsos, como se estivesse observando. Isso quer dizer que, às vezes, temos que olhar as coisas por um outro ângulo para que posamos compreendê-las. É necessário dar uma parada para ver se não estamos esquecendo de levar algo em consideração.
XIII - A Morte - Transformação, renascimento, libertação dolorosa, mudança de país, cidade ou casa, lucidez mental, insegurança financeira. Como o nome não está no pé da carta e sim em cima, esse arcano não representa a morte, mas a superação e a transformação para algo novo. Como é predominantemente bege, aponta para mudanças no campo material. E, como as folhas caídas no chão do desenho, nós também temos que derrubar algo de nossas vidas para dar espaço ao novo, assim fazem as árvores no outono.
XIV - A Temperança - Equilíbrio, autocontrole, serenidade, harmonia, paciência e estabilidade. É a virtude universal, que derrama a água do seu jarro azul (o espírito) para o jarro vermelho (a força). Mostra a importância do equilíbrio interior, da moderação.
XV - O Diabo - Força misteriosa, egoísmo, sedução sem escrúpulos, sucesso por meios ilícitos e punição. Rege as grandes forças instintivas, a sexualidade, o vigor físico e o poder de atração. Ele também é o senhor do medo. Para se viver bem é preciso superar esse medo, conseguindo, então, dominar nossos instintos.
XVI - A Casa de Deus ou a Torre - Destruição, dificuldade, presunção, orgulho, fracasso, vaidade, timidez e malogro. Nesta carta, um raio aparece destruindo uma torre e fazendo com que as pessoas caiam. E é isso que ele representa: a destruição de algo estabelecido. Mas, se você olhar com atenção, vai notar que a queda não é mortal. E ela é à busca de algo novo. Após a destruição, o novo aparece.
XVII - A Estrela - Esperança, inspiração criadora, otimismo, autocontrole, energia, satisfação. Aponta para a realização dos ideais. São sete estrelas e uma grande no centro, representando a concretização de algo que se deseja muito. Os jarros de água sendo derramada significam que uma nova vida começa quando conseguimos realizar nossos ideais.
XVIII - A Lua - Obscuridade, advertência, forças ocultas, desilusão, entorpecimento e superficialidade. É o nosso inconsciente, sempre apontando para as sensações mais profundas que, muitas vezes, não conseguimos explicar e preferimos não ver. É preciso olhar para dentro e descobrir o que nos faz sentir de determinada maneira ou o que nos mantém presos a uma certa situação.
XIX - O Sol - Realização, felicidade, entusiasmo, sinceridade, prazer. É a claridade que nos permite ver as coisas e perceber bem a realidade que estamos vivendo. Ele traz segurança. Mas preste atenção nas crianças; elas mostram que quando estamos transparentes, sem mistério, ficamos com a pureza infantil.
XX - O Julgamento - Renascimento, libertação, iluminação do caminho, sentimento de justiça, gênio inventivo, revelação de desígnios ocultos e saúde física. Remete ao apocalipse, onde os puros de alma se levantam ao som das trombetas. Repare que os corpos são beges, mas seus cabelos são azuis, ou seja, suas mentes estão plenas de fé e emoção. O Julgamento diz que temos que ir em busca do que há de mais puro em nós mesmos. Encontrando o que restou de bom, podemos superar nossos problemas.
XXI - O Mundo - Sorte, recompensa, realização, finalização de obras, integridade e totalidade, encontro de amor, lucidez, liberdade e felicidade. É a realização plena e total. A carta mostra uma figura envolta numa guirlanda que começa azul, passa pelo vermelho e chega ao amarelo. Isso quer dizer que, usando nossas emoções e nossa força física, conseguimos alcançar a inteligência e a sabedoria. As quatro figuras que aparecem nos cantos representam os quatro elementos da natureza que conferem equilíbrio ao mundo. Representa a síntese de tudo que conhecemos.
O Louco - Isolamento, precipitação, loucura, confusão. É o único que não tem número. Por isso, mesmo significa liberdade. Ele olha para o infinito e, com isso, mostra que a vida é muito mais do que vemos e a felicidade pode estar além das aparências da vida cotidiana. Tem apenas uma trouxinha com o essencial e, no entanto, tem uma expressão tranqüila. Isso quer dizer que muitas vezes nos preocupamos com coisas superficiais e não percebemos o que é realmente importante.